Portuguese translation of  Delphi in Healthcare, Fighting the Corona Pandemic

Delphi na área de saúde, combatendo à pandemia do coronavírus

Quando uma crise como a pandemia do coronavírus atinge a sociedade, ela afeta todos os aspectos da vida humana. Isso limitou significativamente nossa capacidade de viajar e interagir com família e entes queridos, mudou a maneira como nos relacionamos com a comunidade em que vivemos - e, por último, mas não menos importante, como interagimos com os clientes e mantemos nosso sustento. Para muitas pessoas, esses são tempos difíceis e complexos, pessoal e profissionalmente.

A presença do passado

O tema de negócios pode parecer insensível, se não insignificante, em uma situação em que as pessoas possam perder um ente querido. No entanto, são os negócios que financiam as pesquisas médicas, fornecem alimentos, remédios e ajudam a humanidade a reagir à crise. Em termos de pura destruição, financeira ou não - não acho que o mundo tenha passado por algo parecido com essa pandemia; pelo menos não em nossa época.

A única situação histórica de magnitude semelhante que vem à mente seja talvez A Grande Depressão (1929), que alguém poderia argumentar ter surgido como uma consequência direta da pandemia de gripe espanhola anterior.

A gripe espanhola atingiu América, Europa e Ásia em 1918, durando até 1921 (dezembro de 1920 nos EUA; o último caso relatado na Europa foi em janeiro de 1921).

Camp Funston emergency hospital, Kansas 1919
Acima: Hospital de emergência Camp Funston, estado americano do Kansas, 1919

Estima-se que cerca de cinquenta milhões de pessoas morreram pela gripe espanhola e que ela tenha afetado até 500 milhões no total; um quarto da população mundial da época, tornando-a uma das pandemias mais mortais da história da humanidade.

Aprendendo com a história

No momento, os governos e as empresas estão preocupados com o efeito da recessão. Embora as variáveis que levaram à Grande Depressão sejam vastas e complexas (não devemos esquecer que a Primeira Guerra Mundial ocorreu entre 1914 e 1918, destruindo a economia da Europa), o padrão de causa e efeito tem semelhanças que valem a pena ser consideradas.

Quanto mais pessoas forem afetadas pelo coronavírus durante essa pandemia, maior será o problema financeiro depois disso. Se a dívida e as taxas de juros subirem e o mercado não conseguir se equilibrar, o que ocorreu em 1929 é o pior cenário: um colapso completo da economia nacional e internacional.

O herói com mil rostos: nossos profissionais médicos

Com as mídias sociais fazendo o suficiente para nos aterrorizar com fluxos intermináveis de cenários apocalípticos de pior caso possível, é fácil perder de vista como somos abençoados por viver em 2020. Os homens e mulheres de 1918 não tinham o luxo da medicina moderna, nem contavam com computadores ou comunicação global - ou talvez a coisa mais importante de todas, a pesquisa médica internacional em conjunto.

Siv Marie Lien (photo used with permission, DIPS AS)
Acima: Siv Marie Lien (foto usada com permissão, DIPS AS) trabalha com atendimento ao cliente da DIPS, mas ela também é enfermeira, trabalhando em turnos extras durante a crise do corona..

Por exemplo, a penicilina, o primeiro antibiótico, foi descoberta por Alexander Flemming em 1928 em seu laboratório em Londres, mas não foi reconhecida internacionalmente como medicamento terapêutico até a década de 1940. Em outras palavras, foram necessários 12 anos entre a descoberta no laboratório e a aplicação prática em nível global. Com a tecnologia moderna, esses tempos são, felizmente, uma coisa do passado.

Embora o coronavírus (SARS-CoV-2) seja realmente novo, ele funciona de uma maneira que a ciência entende e podemos tomar medidas simples que impedem a propagação do vírus. Europa, Ásia e Índia estão atualmente em lockdown; as pessoas estão literalmente ficando em casa 24 horas por dia, 7 dias por semana, algo que ajuda a combater o vírus, impedindo que ele se propague a novas vítimas (e achatando a curva).

Ao mesmo tempo, pesquisadores e equipe médica procuram meios eficazes para curar os infectados. E não devemos perder de vista o fato de que a taxa de recuperação é de 80% para os infectados.

Uma perspectiva sóbria

Para tentar colocar a situação atual em perspectiva, um total de 193.000 pessoas perderam a vida para o coronavírus; enquanto isso, a gripe comum (influenza) já fez 23.000 vítimas fatais nesta estação. O que estou tentando ressaltar é que, deixado por conta própria, o número de mortes do SARS-CoV-2 poderia ser horrível. Felizmente, profissionais médicos e profissionais de saúde de todo o mundo estão trabalhando arduamente. Portanto, há espaço para um otimismo sóbrio de que somos capazes de superar isso. Nós vamos vencer essa batalha.

Google live feed
Acima: O Google se uniu à OMS para fornecer um feed ao vivo dos números do corona

Fala-se até em reabrir as economias em toda a UE a partir do dia 11 de maio, por isso estamos lenta mas seguramente vendo alguma luz no fim do túnel.

The SARS-CoV-2 structure
AcimaA estrutura SARS-CoV-2 (fonte: Creative Commons)

Mas apenas para ter os fatos às claras: Deve-se entender que o coronavírus é muito mais agressivo que a gripe e que ataca o corpo de uma maneira completamente diferente (pode-se até dizer traiçoeiro). Esses são dois vírus muito diferentes e a razão pela qual o corona não tomou mais vidas é porque os profissionais médicos fizeram e continuam fazendo um excelente trabalho.

Com a ajuda de computadores, ciência moderna e comunicação global, as nações foram capazes de tomar medidas antes da curva (da qual o lockdown é um método imediato e altamente eficaz de proteger a população).

muito mais a ser descoberto sobre o impacto total do coronavírus, mas a humanidade está fazendo um bom progresso para vencê-lo.

Superando uma recessão em potencial

Até o momento da elaboração deste relatório, diferentes partes do mundo foram afetadas pelo coronavírus em graus distintos (portanto, a relevância das informações vai variar de um lugar para outro). Existem centenas, senão milhares, de variáveis em jogo aqui, de forma que é impossível dizer quanto tempo isso vai durar. Com base no que nosso governo aqui na Noruega está nos informando, eu esperaria que o lockdown durasse pelo menos até maio (já tivemos dois meses de lockdown, com excelentes resultados). As variáveis mudam semanalmente, então tudo que podemos fazer é esperar para ver.

O que todos podemos fazer agora é reservar um pouco de tempo para refletir sobre as recessões passadas e descobrir se conseguimos identificar características e padrões comuns que sejam benéficos. Uma recessão pode ocorrer de centenas de maneiras diferentes, mas é impulsionada principalmente pelas respostas humanas (tanto emocionais ou não) que tendem a ser previsíveis. Devemos lembrar que o mundo foi atingido pela recessão recentemente. De fato, tivemos uma recessão massiva em 2000, 1990 e em 1980. Minha memória do acidente com a Bolha da Internet, de 2000, é bastante vívida, porque mudou completamente minha vida do dia para a noite.

Quando a bolha estourou, passei os próximos 12 meses em pânico total porque não tinha nenhum plano B.

Eu fui de CTO e engenheiro-chefe de uma empresa de tecnologia promissora para literalmente esfregar o chão em um necrotério local (mudanças radicais, não é mesmo?). Com as economias de toda a minha vida perdidas e as ações valendo nada, eu tive que vender minha casa com uma perda de US$ 50.000. Eu levei 10 anos para me recuperar dos efeitos colaterais daquela crise.

E essa é a diferença: vivemos os melhores e os piores cenários possíveis. Desta vez, podemos usar nossa experiência e buscar um melhor resultado.

Mas vamos voltar às características que mencionei e ver se podemos extrair algo útil da crise da Bolha da Internet.

Variáveis previsíveis

A razão pela qual não consegui encontrar um emprego foi porque me especializei em um nicho. Quando a Bolha da Internet estourou, meu nicho caiu em uma categoria não essencial e, na época, não reconheci que meu nicho e especialização eram de fato não essenciais. Dessa forma, não consegui me adaptar. Eu estava literalmente cego para as oportunidades bem na minha frente.

Quando uma sociedade é atingida por uma crise como a Bolha da Internet; e agora a pandemia de coronavírus, três coisas geralmente acontecem:

  1. A separação do mercado em duas categorias
    1. Serviços essenciais
    2. Serviços não essenciais
  2. Empresas que se adaptam prosperam
  3. Modelos de negócios monolíticos perecem

Walter Frick publicou recentemente um artigo na Harvard Business Review (How to Survive a Recession and Thrive Afterward) com observações semelhantes. Vale a pena ler.

Serviços essenciais

Dependendo da situação, o que o mercado considera essencial e não essencial mudará. Mas o denominador comum é que tudo o que é essencial para a sobrevivência e a estabilidade permanece e tudo o que não traz benefício ou estabilidade imediata é suspenso.

Quando a Bolha da Internet estourou, os serviços essenciais no contexto de TI e desenvolvimento de software com o Delphi foram limitados a projetos diretamente envolvidos com os negócios do dia-a-dia (uma grande diferença com a infinitude de esquemas, ideias e "devaneios" que definiu a era das empresas de Internet). Resumindo, pessoas e empresas recorrem ao essencial, ao básico, ao que é confiável, àquilo que precisam para sobreviver. Todo o resto é considerado não essencial.

Na Noruega, os negócios essenciais eram, entre outros, o setor de petróleo, serviços de saúde, transporte e logística, agricultura e seguros. Resumindo, o foco passou do desenvolvimento de novos mercados para a manutenção de mercados fundamentais (no nosso caso, o mercado passou do desenvolvimento de software criativo para a administração de redes, big data, segurança e compartilhamento de recursos; que evoluiriam e ressurgiriam como computação na nuvem 15 anos depois).

Reflexões

Se traçarmos um paralelo à nossa situação hoje, o padrão é o mesmo, mas as variáveis mudaram (mas, desta vez, conhecemos o padrão e podemos nos adaptar). Com o mundo em lockdown, são as lojas, os transportes públicos, as outlets, o petróleo e os seguros que são os mais atingidos. Portanto, haverá menos trabalho nessas categorias.

Se o seu modelo de negócios for monolítico, como possuir uma loja que depende da presença de clientes - você se enquadra na categoria não essencial (a menos que você tenha uma farmácia ou venda produtos essenciais, como alimentos). O mesmo acontece se você administra uma empresa de software que não possui infraestrutura para permitir que seus funcionários trabalhem em casa.

No entanto, se você se adaptar à situação e expandir sua presença on-line, oferecendo entrega em domicílio (firmando parcerias com uma empresa de entrega), estará, por definição, operando com um modelo de negócios adaptável e suas chances de sucesso, até mesmo de crescimento, são exponencialmente maiores.

Como desenvolvedor de software, você tem o benefício de trabalhar com uma mídia puramente digital e que pode ser implementada sem o envio de objetos físicos. Portanto, suas despesas são limitadas à hospedagem ou infraestrutura local. Talvez agora seja um bom momento para aprender mais sobre virtualização e Docker? Garantir que seus desenvolvedores podem trabalhar em casa e talvez dinamizar seu software para incluir também as categorias de serviços essenciais?

Delphi e seu papel no combate ao coronavírus

Partir de um vírus biológico como o COVID-19, passar pela causa e efeito subjetivos de mudanças de mercado durante uma pandemia para chegar ao Embarcadero Delphi pode ser uma grande jornada que talvez pareça desconexa. Eu consigo entender por que você pensa assim. Mas, como já escrevi antes, o Delphi continua mantendo uma posição forte no mundo do software médico. Os serviços de saúde são um dos poucos serviços essenciais que continuam. Eles sempre serão um serviço essencial.

O mercado de software médico é vasto e abrange todos os aspectos da medicina moderna. Do software usado pelos laboratórios para análise, aos serviços mais comuns, como odontologia ou oftalmologia.

Em fevereiro, escrevi sobre uma empresa norueguesa, a NorJournal, que desenvolve e comercializa um sistema completo de registro em diário para empresas odontológicas e cirurgiões-dentistas. O NorJournal é um sistema cliente-servidor que gerencia mais de 300 clínicas odontológicas, tratando milhares de pacientes. E todo o produto, até o módulo que cuida da análise de raios-x, é programado completamente no Embarcadero Delphi.

Desta vez, quero analisar uma empresa maior, que esteja diretamente envolvida no fornecimento de software para combater o coronavírus, a DIPS AS.

DIPS AS

A DIPS é uma das maiores fornecedoras de software médico e de saúde na Escandinávia. Ela emprega uma equipe de mais de 300 desenvolvedores que trabalham em período integral. O portfólio de software DIPS abrange tudo: desde administração hospitalar completa e gerenciamento departamental até unidades de atendimento especial e unidades de pesquisa médica.

FastTrak Covid-19 module
Acima: FastTrak, um aplicativo médico modular programado n Delphi. Aqui, mostrando o módulo COVID-19.

Quatro em cada cinco clínicas médicas na Noruega estão usando as soluções da DIPS, com um total de 150.000 profissionais médicos se beneficiando de seu software.

FastTrak Covid-19

Um dos programas que o DIPS produz e que é implantado nas linhas de frente do campo de batalha COVID-19 é o FastTrak. O FastTrak é um aplicativo modular programado em Delphi. Foi um dos primeiros aplicativos a oferecer um módulo pandêmico do COVID-19, com foco no rastreamento, teste e documentação de infecções.


Acima: Formulário de triagem do FastTrak para pacientes do COVID-19

A documentação é especialmente importante no setor da saúde (e não deve ser confundida com edição de texto, mas sim que o software seja capaz de fornecer e trabalhar com esquemas de problemas governamentais e estruturas em XML, que formam a base de como as informações são transmitidas entre clínicas e departamentos); tudo isso com um alto grau de segurança e confidencialidade.

Raízes do Delphi

O FastTrak tem raízes que vão mais fundo do que pode aparentar. Depois de analisar o código, ele emprega técnicas que são distintamente modernas: dependency injection, clean interface abstraction, generics. O tão amado framework Spring4D está na arquitetura.

O código é limpo, polido e bem bolado. Eu raramente vi um código tão bem organizado - e trabalhei com alguns grandes nomes ao longo dos anos. Meu queixo caiu quando analisei a base de código. Dizer que estou maravilhado seria um eufemismo.

FastTrak Infection tracking functionality
Acima: A funcionalidade de rastreamento do FastTrak Infection, capaz de avisar ou informar as pessoas que estiveram em contato com um paciente, ajuda a reduzir o tempo de resposta e ampliar as opções de tratamento

-”As ideias mais antigas na base do código são, na verdade, de 1999” diz Magne Rekdal, o autor original do sistema.
Algumas linhas de código estavam em um produto chamado SmartHeart, lançado pela Pfizer Noruega em 14 de fevereiro daquele ano. A data de lançamento foi selecionada porque era o quarto aniversário da Delphi, Dia dos Namorados, e o ícone do software era um coração vermelho.

-”Em um formato mais reconhecível, foi lançado em Copenhague, na Dinamarca, em janeiro de 2003. Ele foi projetado para ser facilmente ampliado com novos módulos, dependendo das necessidades de documentação médica dos clientes. O back-end original era o MS SQL Server 6.5 ou MSDE 2000”,  explica.

Desde então, o produto foi refatorado diversas vezes a fim de aproveitar os novos recursos de linguagem, melhor organização e um design modular. Delphi e Microsoft SQL Server são produtos que se esforçam para oferecer a maior compatibilidade possível com versões anteriores.

O código que foi escrito em versões mais antigas do Delphi, como o Delphi 7, será compilado e executado facilmente na edição mais recente. A modernização dentro da esfera do Delphi não envolve ter que reescrever grandes partes de sua propriedade intelectual – mas optar por eliminar e substituir o código por construções modernas.

A introdução de generics é um bom exemplo disso. Você não precisa usar generics, mas a quantidade de código desnecessário que por ele é substituída é alta. A manutenção também é um fator a ser levado em conta. A evolução tecnológica é muito tangível no Delphi, onde as camadas procedurais, orientadas a objetos e generics pode coexistir; sendo baseadas uma sobre a outra.

Benefícios do uso do Delphi

Uma das principais características do Delphi sempre foi a produtividade: produtividade essa enraizada na orientação a objetos e na estratégia RAD (desenvolvimento rápido de aplicativos). Por consequência, o Delphi possui um TTM (tempo até o mercado) consideravelmente menor, já que os desenvolvedores podem se concentrar mais na tarefa em questão, do que na construção de bases funcionais e infraestrutura de código.

O módulo FastTrak COVID-19 é um exemplo perfeito disso. A DIPS Corporation foi uma das primeiras a oferecer esses módulos na Escandinávia, ajudando os profissionais médicos a responder de modo rápido e eficiente, com atraso mínimo. Como uma grande corporação, a DIPS AS opera com vários idiomas e soluções e possui diferentes produtos em seu portfólio. Mas o FastTrak, com seu design orientado a dados e arquitetura modular - está firmemente enraizado no premiado ecossistema Delphi.

Esse ecossistema resistiu ao tempo, evoluiu com a mudança de paradigmas e permanece tão vivo e produtivo hoje quanto há uma década.

Os Instrumentos de Trabalho

Um produto como o FastTrak se baseia no vasto ecossistema que o Embarcadero Delphi tem a oferecer. Um dos principais pontos fortes do Delphi e C++Builder é o foco no design modular na forma de componentes. O Delphi, em particular, sempre teve um menu amplo de fornecedores de componentes comerciais e não comerciais; empresas que se concentram em um recurso específico e oferecem soluções prontas para uso.

O FastTrak usa pacotes de componentes que todos os desenvolvedores Delphi já conhecem.

  • FastReports
  • Controles Konopka VCL (Raize)
  • Componentes de banco de dados ODac
  • Framework Spring 4D
  • Componentes BergSoft

A infraestrutura em torno do aplicativo também é baseada em vários produtos desenvolvidos para Delphi, como:

  • Help & Manual
  • FinalBuilder
  • Beyond Compare
  • Doc-O-Matic
  • Database Workbench Pro

Como em muitos outros produtos de sucesso no mercado, o Delphi é um fator-chave para o seu sucesso. Estou curioso para conhecer ainda mais a fundo o software nas próximas semanas, meses e anos.

 

Reduce development time and get to market faster with RAD Studio, Delphi, or C++Builder. Design. Code. Compile. Deploy.

Start Free Trial   Free Delphi Community Edition   Free C++Builder Community Edition   Upgrade Today